Blog do Thales Castro | Página 6
Blog do Thales Castro - Thales Castro

Adolescente de 17 é assassinada em Vargem Grande

Na manhã desta terça-feira, a adolescente J. F. R de 17 anos, foi encontrada morta em sua residência, localizada na rua do Sol I, no Bairro Vila do Sol, em Vargem Grande. Segundo informações das Polícias Civil e Militar, a vítima foi executada com um tiro no peito. A investigação sobre as circunstâncias deste assassinato é trabalhada, pela Polícia, em uma linha que pode chegar ao autor do crime que chocou a cidade.

“São José de Ribamar está preparada para vacinar”, diz secretário de Saúde

O secretário municipal de Saúde de São José de Ribamar, Eduardo Buna, falou sobre o plano de vacinação do município, em entrevista ao programa Bom Dia Mirante, da TV Mirante.

 

O público alvo da primeira etapa de vacinação será profissionais da saúde e idosos com mais de 60 anos, que estão em instituições de longa permanência.

 

O Estado vai receber 123 mil doses da vacina, mas o quantitativo que será enviado para Cidade Balneária não foi definido. A estimativa será feita por meio do índice populacional de cada município.

 

Segundo o secretário, pelo menos 2.300 profissionais de saúde serão vacinados. “Inclusive, nós pedimos que eles não façam a procura imediata ao hospital, porque a Secretária de Saúde irá até eles nos locais de atendimento, como as unidades básicas de saúde, Hospital e Maternidade Municipal e Rede Acolhe”, relatou.

 

“A prefeitura espera a logística do Governo do Estado. São José de Ribamar está preparada para receber a vacina e fazer a distribuição aos locais de atendimento”, pontuou.

 

Uma equipe de vacinadores já está capacitada para aplicar o imunizante. Os insumos como agulhas e seringas já estão disponíveis. Falta apenas o repasse do Governo Estadual. A vacinação começa imediatamente após a chega das imunizantes.

Vacinas começam a chegar a todos os municípios do Maranhão

– Transporte por helicóptero do CTA (Foto: Karlos Geromy)

O Governo do Maranhão começou às 7h desta terça-feira (19) o transporte das vacinas para os municípios. São três aviões, três helicópteros e 30 automóveis fazendo o trabalho. Uma das primeiras cidades a receber a vacina por helicóptero foi Primeira Cruz, por volta das 8h.

 

Os preparativos começaram desde a noite de segunda-feira, quando chegou o primeiro lote de vacinas para o estado. O material foi preparado durante a madrugada para ser levado às cidades.

 

O responsável pelo transporte até os municípios é o Governo do Estado. E depois a aplicação fica sob responsabilidade das prefeituras.

 

“Os municípios já estão organizados e coordenados para receber essas primeiras amostras”, afirmou Edmilson Diniz, superintendente da Vigilância Sanitária.

 

As vacinas estão sendo acompanhadas por escolta policial, para garantir a segurança do material.

 

De acordo com o comandante do Centro Tático Aéreo, comandante Magno, os aviões vão levar as cargas maiores até as Regionais de Saúde. E de lá vão de carros ou helicóptero até as cidades menores da região.

 

Públicos

 

Nesta primeira etapa, são vacinados os grupos determinados pelo Ministério da Saúde. Existem três fases nesta etapa. Na primeira fase, são trabalhadores de saúde; pessoas de 75 anos ou mais; pessoas de 60 anos ou mais em asilos; população em situação de rua; população indígena, povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas.

 

Na segunda fase, são os idosos de 60 a 74 anos. Na terceira fase, são pessoas com diabetes mellitus; hipertensão arterial grave; doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme; câncer; e obesidade grave, com Índice de Massa Corporal igual ou maior que 40 (IMC≥40).

 

A estimativa é de 1,75 milhão de pessoas nesta primeira etapa, ainda sem data prevista para terminar. Os demais serão vacinados após essa fase, em cronograma também a ser definido pelo Ministério da Saúde.

Dr. Julinho lança hoje, Plano Municipal de Vacinação contra Covid19

O médico e prefeito de São José de Ribamar, Dr. Julinho (PL), lançará ainda hoje (18), o Plano Municipal de Vacinação contra Covid19. A informação foi confirmada pelo secretário de Saúde, Eduardo Buna, ainda no domingo (17), mesmo dia em que a Anvisa autorizou o uso emergencial da CoronaVac para uso emergencial contra a Covid19.

 

“Finalizamos a elaboração do Plano Municipal de atuação da Vacinação contra a Covid-19.” Disse o secretário, ao anunciar que o prefeito Dr. Julinho oficializará nesta segunda, o lançamento do Plano de Vacinação.

 

Assim como em outros municípios, a primeira fase de vacinação deve contemplar profissionais da Saúde e idosos acima de 60 anos, o que deve ser confirmado pelo prefeito ribamarense.

 

Mais cedo, o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, postou em suas redes sociais, vídeo recebendo o primeiro lote de vacinas para o Maranhão.

 

De acordo com o plano nacional de vacinação, as primeiras doses serão enviadas de acordo com o número de habitantes de cada cidade.

 

Ao todo, o governo federal garantiu a compra de 8 milhões de doses, sendo 6 milhões da CoronaVac e 2 milhões da vacina de Oxford.

Governo do Maranhão recebe primeiras doses da vacina contra a covid-19

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, está em Guarulhos – SP, onde recebeu neste momento o 1⁰ lote da vacina coronavac, distribuída pelo Ministério da Saúde.

 

 

Com a entrega das primeiras vacinas, a imunização deve começar imediatamente, como vem anunciando o governador Flávio Dino.

 

Recentemente, Carlos Lula também reuniu-se com o Secretário de Saúde de São Luís, Dr. Joel e na oportunidade foi alinhado a logística de vacinação na capital maranhense.

Governo inicia distribuição de insumos aos municípios para a vacinação contra a Covid-19

– Distribuição de insumos para vacinação aos municípios já começou (Foto: Rogério Sousa)

O Governo do Estado iniciou neste fim de semana a distribuição de seringas e agulhas aos municípios para a primeira fase da Campanha de Vacinação contra a Covid-19 no Maranhão. No sábado (16), foram beneficiadas as Regiões de Saúde de Itapecuru e Rosário.

 

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, destaca que o trabalho é intenso até a chegada da vacina. “Estamos preparando nossas equipes, distribuindo os insumos aos municípios e trabalhando em conjunto para, assim que as vacinas chegarem, iniciarmos a imunização no Maranhão. Com um planejamento previamente elaborado, o Governo vem se organizando para este momento que é tão esperado por todos nós”, ressalta.

 

A ação faz parte da execução do Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19. A distribuição diz respeito a primeira fase do Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19.

 

Para Itapecuru foram entregues 6 mil insumos, Rosário outros 4.500. A Secretaria de Estado da Saúde (SES) também se colocou à disposição para auxiliar os municípios menores e mais distantes. Caso seja necessário, serão enviados equipamentos de segurança, desde que sinalizem a necessidade para as Regionais de Saúde à qual pertencem. 

 

De acordo com o coordenador das Unidades Regionais de Saúde, Aristeu Marques, a distribuição dos insumos está sendo feita de modo estratégico. “O transporte está sendo feito através dos nossos caminhões com destino às Unidades Regionais de Saúde, que ao receberem imediatamente encaminharão para as Centrais Municipais de Imunização. Essa logística já foi traçada e a nossa expectativa é que até esta quarta-feira todas tenham sido atendidas”, explicou.

Vereador Dudu Diniz discute políticas ambientais para Ribamar-MA

O vereador de São José de Ribamar, Dudu Diniz (CIDADANIA), não descansou desde o primeiro dia de mandato. O parlamentar se reuniu recentemente com o Secretário Adjunto de Meio Ambiente, Rafael Maciel, para tratar de ações para o município de Ribamar.

 

“Conversamos sobre demandas voltadas a esse segmento e ações pontuais na área de políticas ambientais no município. Setor de suma importância para a nossa cidade que possui potencial turístico e ambiental”, ressaltou.

 

O encontro contou com a presença do secretário adjunto de Meio Ambiente, Rafael Maciel, acompanhado do secretário municipal de Meio Ambiente, José Antônio, e do secretário adjunto, Carlos, ambos da pasta de Ribamar; além do Superintendente de Recursos Florestais, Júlio Portela.

 

O jovem parlamentar é considerado um dos mais atuantes do município, já no início de gestão. Focado sempre no trabalho social e comunitário da cidade que leva o nome do Santo Padroeiro.

Maranhão é o estado com menos mortes de Covid-19 por 100 mil habitantes no Brasil, segundo pesquisa

– Gráfico sobre óbitos de Covid-19 por estados brasileiros (Reprodução)

Uma pesquisa da Fiocruz mostra que o Maranhão é o estado com menos mortes causadas pela Covid-19 no Brasil. O estudo elenca os óbitos por 100 mil habitantes com base de cálculo aplicada pelos organismos que monitoram a doença no país. No levantamento, o Maranhão está em último lugar na escala de mortes, resultado da eficiência das ações do Governo do Estado no controle da doença e do comprometimento dos profissionais de saúde no atendimento aos maranhenses.

 

O pesquisador Leo Bastos, da Fiocruz, mostra em estudo que o Maranhão é o estado com menos mortes por 100 mil habitantes causadas pela Covid-19 no Brasil. O estudo tem base de cálculo aplicada pelos organismos que monitoram a doença no país. No levantamento, o Maranhão está em último lugar na escala de mortes, resultado da eficiência das ações do Governo do Estado no controle da doença e do comprometimento dos profissionais de saúde no atendimento aos maranhenses.

 

O governador Flávio Dino se manifestou sobre o estudo, lembrando a importância e dedicação de todos os profissionais da saúde do estado e municípios, neste cenário de combate à doença. “Mais uma vez, complemento as equipes da Secretaria de Saúde do Estado e dos municípios e, especialmente, os nossos profissionais de saúde pelo desempenho”, pontuou o governador. No Maranhão, já foram registrados 203.156 casos da doença, sendo 4.549 óbitos e mais de 489,9 mil testes realizados pelo Governo do Estado.

 

“O Maranhão está entre os estados que menos têm mortes por 100 mil habitantes, que é a prevalência epidemiológica interpretada de maneira correta e um alento para nós. Obviamente, não gostaríamos de ter perdido nenhum maranhense, mas todos os nossos esforços são no sentido de garantir a vida e que o estado reconforte seus habitantes. Esperamos que a vacina chegue, que esses números zerem e que esse episódio fique como um período obscuro de nossa história”, ressaltou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

 

Para a pesquisa foram utilizados todos os dados de óbitos notificados em 2020, com correção do atraso de notificação e previsão para a primeira semana de 2021. O levantamento mostra que o Rio de Janeiro é o estado com maior número de mortes por 100 mil habitantes provocadas pela Covid-19. O estudo é do pesquisador da University ir Sheffield, da Inglaterra e da Fiocruz, Leo Bastos. Na Fiocruz, o estudioso atua em pesquisas nas áreas de Saúde Pública, Estatística Aplicada e Epidemiologia das Doenças Transmissíveis.

 

Uma pesquisa da Fiocruz mostra que o Maranhão é o estado com menos mortes causadas pela Covid-19 no Brasil. O estudo elenca os óbitos por 100 mil habitantes com base de cálculo aplicada pelos organismos que monitoram a doença no país. No levantamento, o Maranhão está em último lugar na escala de mortes, resultado da eficiência das ações do Governo do Estado no controle da doença e do comprometimento dos profissionais de saúde no atendimento aos maranhenses.

 

O governador Flávio Dino se manifestou sobre o estudo, lembrando a importância e dedicação de todos os profissionais da saúde do estado e municípios, neste cenário de combate à doença. “Mais uma vez, complemento as equipes da Secretaria de Saúde do Estado e dos municípios e, especialmente, os nossos profissionais de saúde pelo desempenho”, pontuou o governador. No Maranhão, já foram registrados 203.156 casos da doença, sendo 4.549 óbitos e mais de 489,9 mil testes realizados pelo Governo do Estado.

 

“O Maranhão está entre os estados que menos têm mortes por 100 mil habitantes, que é a prevalência epidemiológica interpretada de maneira correta e um alento para nós. Obviamente, não gostaríamos de ter perdido nenhum maranhense, mas todos os nossos esforços são no sentido de garantir a vida e que o estado reconforte seus habitantes. Esperamos que a vacina chegue, que esses números zerem e que esse episódio fique como um período obscuro de nossa história”, ressaltou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

 

Para a pesquisa foram utilizados todos os dados de óbitos notificados em 2020, com correção do atraso de notificação e previsão para a primeira semana de 2021. O levantamento mostra que o Rio de Janeiro é o estado com maior número de mortes pela Covid-19. O estudo é do pesquisador da University ir Sheffield, da Inglaterra e da Fiocruz, Leo Bastos. Na Fiocruz, o estudioso atua em pesquisas nas áreas de Saúde Pública, Estatística Aplicada e Epidemiologia das Doenças Transmissíveis.

Decisão do presidente do TSE faz Eudes Sampaio acumular nova derrota para Dr. Julinho

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, indeferiu, na última quarta-feira (13), petição protocolada pela Coligação Pra Frente Ribamar, encabeçada pelo ex-prefeito Eudes Sampaio (PTB), a qual buscava o julgamento antecipado, em caráter de urgência, do recurso interposto contra a decisão monocrática de relatoria do ministro Luis Felipe Salomão, que negou seguimento ao recurso especial eleitoral ajuizado por Eudes, atribuindo mais uma derrota à sua Coligação.

 

Desde a primeira vitória  de Dr. Julinho em São José de Ribamar quando  a Juíza eleitoral, Dra. Tereza Cristina o considerou elegível, o ex-prefeito Eudes Sampaio acumula diversas derrotas na justiça eleitoral. De lá pra cá, tentou mudar o resultado das urnas, por meio de recursos, porém sem êxito.

 

Após sucessivas derrotas, Eudes tentou em Brasília, recurso especial eleitoral, e obteve mais derrota após o ministro Luís Felipe Salomão, do TSE, decidir, monocraticamente, negar seguimento a tentativa de mudança do resultado, mantendo integralmente a decisão do TRE-MA, e confirmando o registro de candidatura de Dr. Julinho.

 

Mas, insatisfeito, a defesa de Eudes interpôs outro recurso contra a decisão do relator do caso, dessa vez um agravo interno, para que a decisão do ministro fosse revista pelo colegiado.

 

Devido ao recesso forense, contudo, o agravo interno interposto não foi imediatamente apreciado, o que ensejou a petição com pedido de tutela de urgência protocolada ainda durante o recesso, e direcionada ao Presidente do TSE, Ministro Luís Roberto Barroso, para que este julgasse imediatamente o agravo interno interposto. No entanto, o ministro Barroso, de acordo com a Ementa da sua decisão, entendeu da seguinte forma: “Não ficou demonstrada a urgência requerida na norma para exame do pedido em regime de plantão, uma vez que o requerente se limitou a alegar que a controvérsia demanda solução urgente, sem especificar em que consistiria o possível dano ou apontar as razões pelas quais entende estar na iminência de sofrê-lo”.

 

Não obstante, o presidente do TSE ainda ressaltou que a decisão do ministro Luís Felipe Salomão “está fundamentada na Súmula nº 41/TSE”, segundo a qual “não cabe à justiça eleitoral decidir sobre o aceito ou desacerto nas decisões proferidas por outros órgãos do Judiciário ou dos tribunais de contras que configurem causa de inelegibilidade”.

 

Diante do indeferimento da petição protocolada, embora ainda caiba julgamento pelo Colegiado do TSE, o ministro Luís Roberto Barroso deixa claro que a decisão do relator se baseou em entendimento sumular do TSE.

 

Para a dupla Eudes e Luís Fernando, que insiste em tentar mudar a decisão do voto popular, as derrotas acumuladas já estão virando chacota na cidade balneária.

 

Enquanto Eudes segue com tentativas frustradas na Justiça, Dr. Julinho trabalha para devolver a dignidade aos ribamarenses.

Prefeitura de Paço do Lumiar garante assistência às famílias atingidas por incêndio no Iguaíba

A prefeitura de Paço do Lumiar agiu rápido para garantir total assistência às quatro famílias que tiveram seus imóveis atingidos por incêndio nesta quinta-feira (05), no Residencial  Jardim Primavera, no Iguaíba.  Apesar do corpo de Bombeiro ter contido as chamas, pelo menos quatro  imóveis ficaram totalmente destruídos e foram interditados.

 

Preocupada com as situações das vítimas, a prefeita Paula Azevedo determinou atenção redobrada para o caso e disponibilizou profissionais da Saúde e da Assistência Social para acompanharem o caso de perto.

 

De acordo com a prefeitura, toda assistência possível está sendo dada às  vítimas do incêndio. “A prefeita Paula Azevedo determinou que fosse tomada as providências para garantir assistência médica aos que tiveram queimaduras e a prefeitura está presente, acompanhando e assistindo as famílias. Além da preocupação com a saúde, está sendo providenciado, através do CREAS – Centro de Referência Especializado em Assistência Social, o aluguel social, uma forma de garantir moradia às quatro famílias que ficaram sem os seus imóveis”, diz a nota da prefeitura.