Vargem Grande: MP pede cancelamento de evento de Carlinhos Barros desta terça-feira, 03
Blog do Thales Castro - Thales Castro

Vargem Grande: MP pede cancelamento de evento de Carlinhos Barros desta terça-feira, 03

O Ministério Público pediu o cancelamento do evento do candidato a prefeito Carlinhos Barros (PCdoB) denominado “Carnaval do 65” previsto para ser realizado nesta terça-feira, 03.

 

Ante toda a explanação supracitada, nos confrontamos com um “CARNAVAL FORA DE ÉPOCA”, devidamente agendado para fins político/eleitoreiro, tendo a Coligação “Vargem Grande é do Povo”, de forma irresponsável, se aproveitando do período de campanha política para agendar a referida festa e realizar assim sua propaganda eleitoral, objetivando angariar votos em troca de uma festa de carnaval, “CARNAVAL DO 65”.

 

No vídeo, todos são convidados a vestir-se de vermelho e amarelo e, como se fosse um bloco carnavalesco, juntarem-se para “CAIR NA FOLIA”, enfatizado com imagens de diversas pessoas se divertindo com se estivessem em um grande show.

 

Se não bastasse toda a apelação para o evento carnavalesco, temos a imagem do candidato, que insurge com um grande grito, afirmando “O CARNAVAL DE VOCÊS ESTÁ GARANTIDO”, uma fala apelativa para a participação do povo no evento denominado “Carnaval do 65”.

 

Ainda em referência ao material de divulgação, pode-se perceber a animadora convidando toda a população para “CURTIR COM A GENTE”, indicando o local da concentração do evento e sugerindo a vestimenta padronizada, o que é de costume nos blocos de carnaval da região. Como conclusão da peça de divulgação, é pedido para que todos votem no 65.

 

Disse o promotor nesses trechos da representação eleitoral.

 

Com o claro objetivo de burlar e não cumprir a possível decisão da justiça eleitoral de cancelar o evento agendado para terça-feira, 03, o prefeito Carlinhos Barros alterou o nome do evento para arrastão do 65, porém de acordo com os próprios aliados, o evento terá o mesmo formato programado para o Carnaval do 65, somente com nome e local de concentração diferente do que estava programado.

Os advogados Junior Castro, Fernando Oliveira e César dos Santos que defendem a coligação a força do povo, antes da representação eleitoral do MP, também protocolaram na 50 zona eleitoral, uma representação com o mesmo objetivo.

 

O evento programado pelo prefeito, além de desrespeitar todas as regras sanitárias, inclusive as dos próprios decretos municipais, também está totalmente na contramão do que rege a legislação eleitoral.

Categoria: Notícias