Projeto de lei de Osmar Filho quer incluir farinha de babaçu na merenda escolar e nos restaurantes populares

Um projeto de lei do deputado estadual Osmar Filho (PDT), em tramitação na Assembleia Legislativa do Maranhão, propõe a inclusão da farinha de babaçu na merenda escolar e na rede estadual de restaurantes populares.

 

O pedetista pontuou que o extrativismo do babaçu é a única fonte de renda de milhares de famílias do campo, sendo uma verdadeira riqueza do Maranhão. Para ele, a aprovação do projeto não só valoriza o trabalho das quebradeiras de coco, garantindo mais trabalho e renda, como também oferece uma alimentação ainda mais variada e nutritiva a quem precisa.

 

Recentemente o deputado recebeu Nelinha, quebradeira de coco do município de Palmeirândia que vai apresentar toda a potencialidade do babaçu na 28ª Conferência das Nações Unidas, a COP 28, prevista para ocorrer no mês de novembro, em Dubai. “Fiquei muito feliz pela conversa que tivemos sobre a importância do nosso babaçu, principalmente para Baixada e como ele vem ganhando o mundo”, disse o parlamentar na oportunidade em que também falou sobre o projeto.

 

Conhecida nas comunidades como “mãe”, a palmeira do babaçu fornece alimento, abrigo e sustento para milhares de famílias que habitam a região conhecida como Mata dos Cocais, uma área com grande incidência da espécie que atinge parte dos estados do Maranhão, Pará, Tocantins e Ceará, englobando os biomas Cerrado, Amazônia e Caatinga.

 

Além do uso alimentício, do seu fruto é extraído o óleo utilizado na culinária e na fabricação de cosméticos e medicamentos. Do coco, também é extraído o endocarpo, para a produção de farinhas usadas como suplemento alimentar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade

Publicidade
Publicidade