Blog do Thales Castro - Thales Castro

Fábio Braga defende mais investimentos para fortalecer agricultura familiar no Maranhão

– Deputado Fábio Braga disse que os pequenos agricultores familiares precisam de mais apoio técnico e financeiro

Em pronunciamento na sessão plenária desta quinta-feira (7), o deputado estadual Fábio Braga (Solidariedade) defendeu a importância de que mais investimentos sejam assegurados para o fortalecimento da agricultura familiar no Maranhão. O parlamentar destacou que os pequenos produtores precisam de mais apoio técnico e financeiro para o seu desenvolvimento.

 

“Nós sabemos que os últimos estudos mostram que a agricultura familiar maranhense é a principal forma de organização da atividade agropecuária do Estado. Ela representa mais de 80% dos estabelecimentos agropecuários no Maranhão, absorve cerca de 78% do pessoal, ocupando apenas 30% da utilização da área no Estado. Defendo a formação técnica dos pequenos produtores. Eles têm que ter sempre a mão amiga do técnico que possa ajudar em toda a sua cadeia produtiva”, afirmou Fábio Braga.

 

Ele frisou ainda que a agricultura familiar é considerada uma forma de produção diferenciada, cuja característica principal reside no fato de ser realizada por uma unidade de produção agrícola, onde a propriedade e o trabalho estão intimamente ligados à família.

 

“Por isso, temos que reforçá-la cada vez mais. Além disso, no Maranhão, a agricultura familiar se baseia basicamente na produção de arroz, feijão e mandioca. E isso requer técnica cada vez mais avançada e tecnologias que podem ser aplicadas para dar ganhos de produção a essas atividades da agricultura familiar”, enfatizou.

Segmento

 

Em seu pronunciamento, o deputado Fábio Braga foi enfático na defesa de uma política pública específica para o fortalecimento da agricultura familiar.

 

“Este é um segmento da nossa economia que requer uma política pública principal. A agricultura familiar sempre vai gerar frutos para as futuras gerações. E o pequeno produtor precisa morar com dignidade, criar seus filhos e ter sua renda”, concluiu Braga.

Categoria: Notícias