Amanda Gentil recebe 2,2 milhões do fundo partidário do PP para não desistir

Comandado no Maranhão pelo deputado federal André Fufuca, o Partido Progressista (PP), que ao contrário do que foi ‘vendido’ para a ‘República’ de Caxias, nunca possuiu nominata que possibilitasse a eleição de dois federais, sofreu nesta semana, duas baixas que acabou tornando o que era difícil, numa missão praticamente impossível.

 

O ex-candidato a prefeito de Paço do Lumiar, Fred Campos e o ex-prefeito de Chapadinha, Magno Bacelar, ambos desistiram das candidaturas para a Câmara Federal. O primeiro declarou apoio ao deputado federal Rubens Júnior (PT) e o segundo, ao que tudo indica deve negociar com o próprio Fufuca.

 

A maior prejudicada está sendo a herdeira do prefeito de Caxias, Amanda Gentil, que pode repetir o mesmo desfecho de Trinchão, que mesmo com uma votação gigante, ficou de fora em 2014. Fábio Gentil e sua filha acreditavam cegamente que no PP lograriam êxito nas urnas, juntamente com Fufuca.

 

Diante do golpe, patrocinado inclusive por governistas de alto ‘conturno’, e desse cenário de desespero, para que Amanda não desistisse e exacerbasse ainda mais a situação do partido, o diretório nacional do PP fez uma polpuda doação de dois milhões e duzentos mil reais (R$ 2.200,000,00) com o claro objetivo de manter a jovem Caxiense na disputa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Publicidade

Publicidade

Publicidade
Publicidade