Última semana para municípios aderirem ao Selo Unicef
Blog do Thales Castro - Thales Castro

Última semana para municípios aderirem ao Selo Unicef

O prazo para adesão ao Selo Unicef – Edição 2021-2024 está nos últimos dias e os municípios maranhensestêm somente até o próximo domingo, dia 8 de agosto, para realizar a certificação. A iniciativa do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) visa, por meio de ações articuladas e intersetoriais, colocar os direitos de crianças e adolescentes no centro da agenda municipal.

 

No Maranhão, todos os municípios estão aptos à adesão – exceto a capital, São Luís. Isso porque o Selo UNICEF é uma estratégia de trabalho somente para municípios do Semiárido e da Amazônia Legal, excetuando as capitais.

 

O Selo Unicef é uma ação articulada entre Unicef e parceiros, entre eles, a Federação dos Municípios do Estado do Marnhão (Famem). O presidente da entidade municipalista, Erlanio Xavier, destacou a importância da certificação e disse que a Famem tem incentivado e auxiliado os municípios a aderirem à iniciativa.

 

“O Selo é um incentivo para que os municípios ampliem suas políticas sociais, contribuindo para que crianças, adolescentes e suas famílias sejam protegidas socialmente e tenham acesso pleno aos seus direitos fundamentais. Por isso a Famem é parceira do Unicef na execução do Selo e tem estimulado e prestado assessoria a todos os municípios para que estes venham a aderir a essa importante certificação”, destacou o presidente da Famem, Erlanio Xavier.

 

De acordo com atualização do Unicef, até esta segunda-feira (2), 152 municípios maranhenses haviam aderido ao Selo Unicef. Além destes, 22 estão com o processo de adesão quase finalizado e mais 42 estão com o processo ainda em andamento.

 

O secretário de Estado de Políticas Públicas e articulador estadual do Selo Unicef, Marcos Pacheco, chamou a atenção para o fim do prazo de adesão dos municípios e para os ganhos que as gestões municipais terão com a obtenção da certificação.

 

“Só temos esta semana para fazer a adesão e colocar à disposição destas pastas do município essa ferramenta de forma gratuita, sem nenhum ônus, mas com ganhos reais ao final dos ciclos de capacitação dos técnicos municipais. Lembrando, ainda que os resultados podem valer uma Certificação de Qualidade da Gestão”, pontuou.

Categoria: Notícias