Thales Castro | Página 44
Blog do Thales Castro - Thales Castro

Maranhão é o estado com menos mortes de Covid-19 por 100 mil habitantes no Brasil, segundo pesquisa

– Gráfico sobre óbitos de Covid-19 por estados brasileiros (Reprodução)

Uma pesquisa da Fiocruz mostra que o Maranhão é o estado com menos mortes causadas pela Covid-19 no Brasil. O estudo elenca os óbitos por 100 mil habitantes com base de cálculo aplicada pelos organismos que monitoram a doença no país. No levantamento, o Maranhão está em último lugar na escala de mortes, resultado da eficiência das ações do Governo do Estado no controle da doença e do comprometimento dos profissionais de saúde no atendimento aos maranhenses.

 

O pesquisador Leo Bastos, da Fiocruz, mostra em estudo que o Maranhão é o estado com menos mortes por 100 mil habitantes causadas pela Covid-19 no Brasil. O estudo tem base de cálculo aplicada pelos organismos que monitoram a doença no país. No levantamento, o Maranhão está em último lugar na escala de mortes, resultado da eficiência das ações do Governo do Estado no controle da doença e do comprometimento dos profissionais de saúde no atendimento aos maranhenses.

 

O governador Flávio Dino se manifestou sobre o estudo, lembrando a importância e dedicação de todos os profissionais da saúde do estado e municípios, neste cenário de combate à doença. “Mais uma vez, complemento as equipes da Secretaria de Saúde do Estado e dos municípios e, especialmente, os nossos profissionais de saúde pelo desempenho”, pontuou o governador. No Maranhão, já foram registrados 203.156 casos da doença, sendo 4.549 óbitos e mais de 489,9 mil testes realizados pelo Governo do Estado.

 

“O Maranhão está entre os estados que menos têm mortes por 100 mil habitantes, que é a prevalência epidemiológica interpretada de maneira correta e um alento para nós. Obviamente, não gostaríamos de ter perdido nenhum maranhense, mas todos os nossos esforços são no sentido de garantir a vida e que o estado reconforte seus habitantes. Esperamos que a vacina chegue, que esses números zerem e que esse episódio fique como um período obscuro de nossa história”, ressaltou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

 

Para a pesquisa foram utilizados todos os dados de óbitos notificados em 2020, com correção do atraso de notificação e previsão para a primeira semana de 2021. O levantamento mostra que o Rio de Janeiro é o estado com maior número de mortes por 100 mil habitantes provocadas pela Covid-19. O estudo é do pesquisador da University ir Sheffield, da Inglaterra e da Fiocruz, Leo Bastos. Na Fiocruz, o estudioso atua em pesquisas nas áreas de Saúde Pública, Estatística Aplicada e Epidemiologia das Doenças Transmissíveis.

 

Uma pesquisa da Fiocruz mostra que o Maranhão é o estado com menos mortes causadas pela Covid-19 no Brasil. O estudo elenca os óbitos por 100 mil habitantes com base de cálculo aplicada pelos organismos que monitoram a doença no país. No levantamento, o Maranhão está em último lugar na escala de mortes, resultado da eficiência das ações do Governo do Estado no controle da doença e do comprometimento dos profissionais de saúde no atendimento aos maranhenses.

 

O governador Flávio Dino se manifestou sobre o estudo, lembrando a importância e dedicação de todos os profissionais da saúde do estado e municípios, neste cenário de combate à doença. “Mais uma vez, complemento as equipes da Secretaria de Saúde do Estado e dos municípios e, especialmente, os nossos profissionais de saúde pelo desempenho”, pontuou o governador. No Maranhão, já foram registrados 203.156 casos da doença, sendo 4.549 óbitos e mais de 489,9 mil testes realizados pelo Governo do Estado.

 

“O Maranhão está entre os estados que menos têm mortes por 100 mil habitantes, que é a prevalência epidemiológica interpretada de maneira correta e um alento para nós. Obviamente, não gostaríamos de ter perdido nenhum maranhense, mas todos os nossos esforços são no sentido de garantir a vida e que o estado reconforte seus habitantes. Esperamos que a vacina chegue, que esses números zerem e que esse episódio fique como um período obscuro de nossa história”, ressaltou o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

 

Para a pesquisa foram utilizados todos os dados de óbitos notificados em 2020, com correção do atraso de notificação e previsão para a primeira semana de 2021. O levantamento mostra que o Rio de Janeiro é o estado com maior número de mortes pela Covid-19. O estudo é do pesquisador da University ir Sheffield, da Inglaterra e da Fiocruz, Leo Bastos. Na Fiocruz, o estudioso atua em pesquisas nas áreas de Saúde Pública, Estatística Aplicada e Epidemiologia das Doenças Transmissíveis.

Decisão do presidente do TSE faz Eudes Sampaio acumular nova derrota para Dr. Julinho

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Luís Roberto Barroso, indeferiu, na última quarta-feira (13), petição protocolada pela Coligação Pra Frente Ribamar, encabeçada pelo ex-prefeito Eudes Sampaio (PTB), a qual buscava o julgamento antecipado, em caráter de urgência, do recurso interposto contra a decisão monocrática de relatoria do ministro Luis Felipe Salomão, que negou seguimento ao recurso especial eleitoral ajuizado por Eudes, atribuindo mais uma derrota à sua Coligação.

 

Desde a primeira vitória  de Dr. Julinho em São José de Ribamar quando  a Juíza eleitoral, Dra. Tereza Cristina o considerou elegível, o ex-prefeito Eudes Sampaio acumula diversas derrotas na justiça eleitoral. De lá pra cá, tentou mudar o resultado das urnas, por meio de recursos, porém sem êxito.

 

Após sucessivas derrotas, Eudes tentou em Brasília, recurso especial eleitoral, e obteve mais derrota após o ministro Luís Felipe Salomão, do TSE, decidir, monocraticamente, negar seguimento a tentativa de mudança do resultado, mantendo integralmente a decisão do TRE-MA, e confirmando o registro de candidatura de Dr. Julinho.

 

Mas, insatisfeito, a defesa de Eudes interpôs outro recurso contra a decisão do relator do caso, dessa vez um agravo interno, para que a decisão do ministro fosse revista pelo colegiado.

 

Devido ao recesso forense, contudo, o agravo interno interposto não foi imediatamente apreciado, o que ensejou a petição com pedido de tutela de urgência protocolada ainda durante o recesso, e direcionada ao Presidente do TSE, Ministro Luís Roberto Barroso, para que este julgasse imediatamente o agravo interno interposto. No entanto, o ministro Barroso, de acordo com a Ementa da sua decisão, entendeu da seguinte forma: “Não ficou demonstrada a urgência requerida na norma para exame do pedido em regime de plantão, uma vez que o requerente se limitou a alegar que a controvérsia demanda solução urgente, sem especificar em que consistiria o possível dano ou apontar as razões pelas quais entende estar na iminência de sofrê-lo”.

 

Não obstante, o presidente do TSE ainda ressaltou que a decisão do ministro Luís Felipe Salomão “está fundamentada na Súmula nº 41/TSE”, segundo a qual “não cabe à justiça eleitoral decidir sobre o aceito ou desacerto nas decisões proferidas por outros órgãos do Judiciário ou dos tribunais de contras que configurem causa de inelegibilidade”.

 

Diante do indeferimento da petição protocolada, embora ainda caiba julgamento pelo Colegiado do TSE, o ministro Luís Roberto Barroso deixa claro que a decisão do relator se baseou em entendimento sumular do TSE.

 

Para a dupla Eudes e Luís Fernando, que insiste em tentar mudar a decisão do voto popular, as derrotas acumuladas já estão virando chacota na cidade balneária.

 

Enquanto Eudes segue com tentativas frustradas na Justiça, Dr. Julinho trabalha para devolver a dignidade aos ribamarenses.

Prefeitura de Paço do Lumiar garante assistência às famílias atingidas por incêndio no Iguaíba

A prefeitura de Paço do Lumiar agiu rápido para garantir total assistência às quatro famílias que tiveram seus imóveis atingidos por incêndio nesta quinta-feira (05), no Residencial  Jardim Primavera, no Iguaíba.  Apesar do corpo de Bombeiro ter contido as chamas, pelo menos quatro  imóveis ficaram totalmente destruídos e foram interditados.

 

Preocupada com as situações das vítimas, a prefeita Paula Azevedo determinou atenção redobrada para o caso e disponibilizou profissionais da Saúde e da Assistência Social para acompanharem o caso de perto.

 

De acordo com a prefeitura, toda assistência possível está sendo dada às  vítimas do incêndio. “A prefeita Paula Azevedo determinou que fosse tomada as providências para garantir assistência médica aos que tiveram queimaduras e a prefeitura está presente, acompanhando e assistindo as famílias. Além da preocupação com a saúde, está sendo providenciado, através do CREAS – Centro de Referência Especializado em Assistência Social, o aluguel social, uma forma de garantir moradia às quatro famílias que ficaram sem os seus imóveis”, diz a nota da prefeitura.

Vereador Divalmir tem pleito atendido para implantação do Colégio Militar do Ensino Médio em São José de Ribamar

O vereador Divalmir Cutrim (PV) esteve reunido nesta quinta-feira (14) com o Comandante Geral do Corpo de Bombeiros do Maranhão, Coronel Célio Roberto com o intuito de buscar parcerias e melhorias para São José de Ribamar.

 

Na ocasião, Divalmir solicitou a criação de um colégio militar de ensino médio para São José de Ribamar. O vereador aproveitou ainda para solicitar a ampliação das escolas militares de ensino fundamental para outras regiões do município e a reativação do posto de salva-vidas na orla marítima da sede, além da criação de outro na praia do Panaquatira.

 

“Divalmir é um defensor dos ribamarenses e sempre tem buscado apoio e parcerias para o município mesmo antes de ser um vereador. Assim como ele, desejo também que tenha um colégio militar do ensino médio, tendo em vista que já existem duas escolas de ensino fundamental dos bombeiros, mas não tem uma em que os alunos possam dar continuidade em seus estudos”, pontuou o comandante.

 

O Coronel Célio Roberto assegurou que este semestre a data da implantação da escola será definida. “Garanto que as atividades iniciarão ainda este semestre e São José de Ribamar terá um Colégio Militar 2 de Julho. Aproveito para parabenizar o vereador pela iniciativa e por ser um incentivador, apoiando o nosso projeto”, afirmou o Coronel Célio.

 

Divalmir demonstrou satisfação com a implantação da instituição no município. “Esse é um sonho antigo e os estudantes sempre me cobravam pedindo para que fosse implantado um colégio militar do ensino médio em nossa cidade e eu afirmava que quando pudesse conversaria com o comandante para que essa ideia fosse concretizada. Sempre falo que tudo é no tempo de Deus e com enorme alegria afirmo: dessa vez os alunos ribamarenses poderão concluir os seus estudos em uma escola militar”, frisou o parlamentar.

 

Com informações da Assessoria de Comunicação e Imprensa do vereador Divalmir Cutrim

Governo reúne Secretarias estratégicas para alinhamento do plano logístico da vacinação contra a Covid-19 no MA

– Reunião para alinhamento logístico da vacinação no estado (Foto: Márcio Sampaio)

Representantes das Secretarias de Estado da Saúde (SES), de Governo (Segov) e da Segurança (SSP) estiveram reunidos, nesta quinta-feira (14), para alinhar as estratégias para a recepção e a distribuição da vacina contra a Covid-19 no Maranhão. O encontro aconteceu no Salão de Atos do Palácio dos Leões, e contou com a participação do secretário da Saúde, Carlos Lula, do secretário de Governo, Diego Galdino, além de representantes da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros e da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP). 

 

“Acreditamos que até o final deste mês estaremos iniciando o processo de imunização. Dessa maneira, é importante priorizarmos a segurança e, ao mesmo tempo, a celeridade durante a recepção e distribuição das doses. Nosso objetivo é continuar fazendo aquilo que temos feito desde o início da nossa gestão, que é cuidar das pessoas, e durante o enfrentamento à Covid reforçamos ainda mais este compromisso vital”, disse Carlos Lula. 

 

A Segurança do Estado dará apoio no transporte e distribuição das vacinas desde a chegada até a entrega aos municípios, responsáveis pela vacinação da população. As vacinas virão de Fortaleza (CE) com destino para São Luís. Na capital, os imunobiológicos serão encaminhados para a Central Estadual de Distribuição para serem direcionados às 18 Regionais de Saúde do estado e Região Metropolitana de São Luís. Todo o processo deverá ser realizado em até três dias, com uso de vans refrigeradas e transporte aéreo. 

 

Segundo o comandante da Polícia Militar do Maranhão, coronel Pedro Ribeiro, a logística de segurança deverá ser semelhante à já aplicada no período eleitoral. “Toda a movimentação deverá acontecer em conjunto com o Corpo de Bombeiros, a Polícia Civil e o Centro Tático Aéreo. Trata-se de um planejamento que envolve a segurança durante todo o trajeto das vacinas, incluindo o armazenamento e o transporte até os locais de distribuição”, explicou. 

 

De acordo com o secretário de Governo, Diego Galdino, o alinhamento entre as secretarias estratégicas para execução do plano estadual tornará o Maranhão modelo na logística da campanha de vacinação para o Brasil. “Cada um dos presentes terá grande papel nesta mobilização. Acreditamos que ela poderá ser referência não apenas no estado, mas também para todo o país. Contamos com o planejamento que cada prefeitura está fazendo para executarmos com sucesso o Plano Estadual de Vacinação”, pontuou.  

 

Também participaram da reunião o representante do Gabinete Militar do governador Flávio Dino, coronel Leite; o comandante do Corpo de Bombeiro Militar do Maranhão (CBMMA), coronel Célio Roberto; o representante da SSP-MA, delegado Antônio Carlos Martins; o comandante do Centro Tático Aéreo (CTA), coronel Magno; além da subsecretária da Saúde, Karla Trindade; a secretária adjunta da Política de Atenção Primária e Vigilância em Saúde, Waldeise Pereira, e a superintendente de Epidemiologia e Controle de Doenças, Tayara Costa. 

 

Cronograma

– Secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula (Foto: Divulgação)

Conforme o Plano Estadual de Vacinação, o cronograma de imunização contra a Covid-19 foi dividido em três fases. Na primeira fase estão os trabalhadores de saúde; pessoas de 75 anos ou mais; pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas; população em situação de rua; população indígena, aldeada em terras demarcadas; povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas.

 

Na manhã desta quinta-feira (14), o secretário Carlos Lula também se reuniu com o Ministério da Saúde, por plataforma virtual. A previsão dada pelo órgão federal é para que a vacinação comece simultaneamente em todos os estados na próxima semana. 

 

Para garantir que todos os grupos prioritários sejam imunizados, a Secretaria de Estado da Saúde garantiu o envio de 4 milhões de insumos, entre seringas e agulhas, aos municípios. Ao todo, o Maranhão conta com mais de 2 mil pontos de vacinação.

Márcio Jerry anuncia início de reforma nos residenciais Camboa e Jackson Lago

Márcio Jerry, secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano (Secid), anunciou nesta quarta-feira (13) que os residenciais Camboa e Jackson Lago, em São Luís, serão reformados pelo governo do Maranhão.

 

“Tanto o Camboa como o Jackson Lago são residenciais do Minha Casa Minha Vida, importante programa dos presidentes Lula e Dilma, e agora serão restaurados pelo governo Flávio Dino. Será uma reforma completa, no âmbito do PAC Rio Anil”, explicou.

 

O secretário assumiu a pasta na segunda-feira, após dois anos como deputado federal. No final de semana, durante transição entre os cargos, ele esteve vistoriando algumas obras na capital maranhense.

 

A reforma atende uma reivindicação dos moradores da região. O residencial Camboa fica no bairro que leva o mesmo nome, enquanto o Jackson Lago se encontra no Fé em Deus.

Vereadores de São Luís aprovam reforma administrativa e isenção da taxa de alvará propostas pelo Executivo

Foto: Paulo Caruá

Apesar do recesso parlamentar, o plenário da Câmara Municipal de São Luís se reuniu nesta segunda-feira, 11, em sessão extraordinária híbrida, onde aprovou três projetos de lei enviados a Casa pelo prefeito Eduardo Braide (Podemos), cujas matérias vão desde a reforma na estrutura administrativa do município até a isenção da taxa de alvará para microempresas que atuam na capital, em razão da pandemia da Covid-19.

 

O presidente da Câmara, Osmar Filho (PDT), justificou a necessidade de uma convocação urgente dos 31 vereadores em virtude das proposições encaminhadas ao Legislativo pelo Executivo serem urgentes e de extrema relevância do interesse público, conforme determina o artigo 44, inciso I, da Lei Orgânica do Município (LOM).

 

A sessão teve início por volta das 10h e a leitura dos projetos foi feita pelo 1º secretário da Mesa Diretora, vereador Otávio Soeiro (Podemos). A primeira matéria a ser apresentada ao plenário foi o PL 001/21, que trata da criação da Secretaria Municipal Extraordinária da Pessoa com Deficiência (SEMEPED) e da Subprefeitura da Zona Rural de São Luís.

 

Ambos projetos foram amplamente debatidos pelos vereadores que ressaltaram a importância das matérias para a população da cidade. O líder do governo municipal, Marcial Lima (Podemos), ressaltou a necessidade de criação de uma pasta em defesa da pessoa com deficiência. “É importante que tenhamos aprovado esse projeto, que mesmo sem orçamento prévio, dará oportunidade para que o prefeito possa fazer remanejamentos orçamentários futuros”, ressaltou.

 

Já o vereador Jhonatan Soares, do Coletivo Nós, destacou que apesar da relevância do projeto é preciso que o prefeito defina não só a titularidade da pasta, mas também a estrutura funcional para que o órgão não fique sem a devida competência e possa desempenhar as funções que os movimentos em defesa desse segmento almejam. O parlamentar ainda chegou a pedir vista da matéria, sendo negado pela Mesa Diretora, por se tratar de caráter de urgência.

 

O projeto que trata da criação da subprefeitura da Zona Rural foi abraçado por unanimidade pelos vereadores, que parabenizaram o Executivo pela proposta. Terá a finalidade aproximar a gestão municipal dos moradores dessa região, realizando o gerenciamento e o controle dos assuntos municipais naquela localidade, respeitando ainda a legislação vigente e observando as prioridades estabelecidas pelo Poder Executivo. A área de abrangência e o limite territorial de atuação do órgão serão definidos por ato do Chefe do Poder Executivo Municipal.

 

O segundo projeto apreciado foi PL nº 002/21, que trata da distribuição de cargos comissionados nos órgãos da administração municipal. O vereador Raimundo Penha (PDT) arguiu sobre os critérios de alteração no quantitativo funcional e como se daria a materialização pelo Executivo. Por se tratar de regime de urgência, o projeto foi aprovado com a perspectiva de que o prefeito Braide encaminhe à Casa uma análise mais definida da matéria para posterior esclarecimento técnico.

 

O desfecho da sessão se deu com a apreciação e votação do PL nº 003/21, que inclui o dispositivo na Lei nº 4.827, de 31 de julho de 2007, para aumento da faixa de faturamento para fins de isenção na taxa de licença e verificação fiscal para microempresas que operam em São Luís, excepcionalmente em tempos da pandemia da Covid-19, criando o programa “Alvará Zero”.

 

Com a aprovação da matéria, serão beneficiadas microempresas com receita bruta anual de até R$ 250 mil. Anteriormente, eram isentas microempresas com capital anual de até R$ 177.013,00. O vereador Nato Junior (PDT) parabenizou o prefeito pela iniciativa, dizendo que só no Pólo Coroadinho mais de 1 mil microempreendedores serão beneficiados pela nova medida tomada pelo Executivo Municipal. “Essa é uma grande iniciativa do prefeito com os microempresários”, frisou.

 

Ao final o presidente da Câmara, Osmar Filho, agradeceu a presença de todos os servidores, vereadores e vereadoras em plenário, ressaltando a responsabilidade do parlamento, em face dos pedidos de urgência do Executivo. “Voltaremos ao recesso e a Casa agora passará por adequações em seu sistema gerencial e tenho certeza que nesta legislatura, daremos grandes contribuições à população de São Luís”, afirmou.

Governo apresenta Plano Estadual de vacinação contra Covid-19 no Maranhão

– Plano de Vacinação apresentado nesta segunda-feira (Foto: Gilson Teixeira)

O Governo do Maranhão apresentou, durante coletiva de imprensa na tarde desta segunda-feira (11), o Plano Estadual de Vacinação contra a Covid-19, que tem como objetivo estabelecer as ações e estratégias para a operacionalização da imunização. A elaboração do Plano integra as estratégias do Estado que precedem a vacinação.

 

De acordo com o governador em exercício, Carlos Brandão, a rede estadual de saúde está preparada para realizar a imunização. “Ainda não temos a data para receber essas vacinas que serão adquiridas pelo Governo Federal, mas já nos adiantamos com o nosso Plano Estadual de Vacinação e a aquisição de insumos. Já temos 4 milhões de agulhas e seringas e todo o planejamento está pronto para a realização dessa campanha no Maranhão”, destacou. 

 

O Plano Estadual de Vacinação trata de ações como a capacitação de profissionais da saúde, a logística de distribuição e armazenamento, as estratégias para a imunização, os grupos prioritários para a primeira fase da campanha e a estimativa de vacinas necessárias.

 

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, nos próximos dias, o Governo Federal deve anunciar a data do início da vacinação, que deve acontecer de forma simultânea em todos os estados da Federação.  

– Plano de Vacinação apresentado nesta segunda-feira (Foto: Márcio Sampaio)

“A partir desse anúncio, o nosso desafio é fazer com que todo o processo de imunização aconteça com agilidade e segurança. E nisso levamos uma enorme vantagem, pois estamos acostumados a fazer campanhas de vacinação. O Maranhão dispõe de mais de dois mil locais de vacinação, isso quer dizer que temos capacidade para imunizar milhares de pessoas por dia. Estamos nos antecipando para que tudo esteja pronto para a imediata vacinação, assim que o Ministério da Saúde disponibilizar as vacinas”, afirmou o secretário Carlos Lula.

 

Após o recebimento das doses que virão de Fortaleza para São Luís, as vacinas serão armazenadas na Rede de Frio do Estado, localizada em São Luís. Em seguida, a SES fará a distribuição, em até três dias, para as Regionais de Saúde por transporte aéreo.

 

Ao todo, 1.750.338 pessoas devem ser vacinadas na primeira etapa da campanha, que deve ser concluída em sete semanas. O plano completo está disponível em www.saude.ma.gov.br. 

 

Grupos Prioritários

– Plano de Vacinação apresentado nesta segunda-feira (Foto: Márcio Sampaio)

O Plano segue a orientação do Ministério da Saúde com relação aos grupos prioritários, dessa forma, a primeira etapa da vacinação ocorrerá em três fases, sendo priorizadas as pessoas com maior vulnerabilidade.

 

Na primeira fase estão os trabalhadores de saúde; pessoas de 75 anos ou mais; pessoas de 60 anos ou mais institucionalizadas; população em situação de rua; população indígena, aldeado em terras demarcadas aldeada, povos e comunidades tradicionais ribeirinhas e quilombolas.

 

Os idosos de 60 a 74 anos estão inseridos na segunda fase. Em seguida, inicia-se a terceira fase com a imunização de pessoas com diabetes mellitus; hipertensão arterial grave; doença pulmonar obstrutiva crônica; doença renal; doenças cardiovasculares e cerebrovasculares; indivíduos transplantados de órgão sólido; anemia falciforme; câncer; e obesidade grave, com Índice de Massa Corporal igual ou maior que 40 (IMC≥40). 

 

Logística 

 

No Maranhão há 2.124 salas de vacinação, sendo possível ampliar para 2.500 salas. A Secretaria de Estado da Saúde já dispõe de 4 milhões de seringas e agulhas para a primeira fase da vacinação, bem como 18 vans refrigeradas para o transporte das doses das Rede de Frio Regionais até os municípios, além de três caminhões baú. Todo o transporte terrestre contará com escolta policial. Nos casos necessários, será disponibilizado, ainda, o transporte aéreo através de dois aviões e um helicóptero.

 

A SES também capacitou 60 apoiadores, dentre eles, profissionais da Força Estadual de Saúde (FESMA), técnicos da Vigilância Epidemiológica e Atenção Primária Estadual, que ajudarão os municípios a executarem a campanha.

 

A vacinação contra a Covid-19 será realizada pelas Secretarias Municipais de Saúde das 217 cidades maranhenses.

Márcio Jerry toma posse como secretário e promete integração entre Estado e municípios

Márcio Jerry é o novo secretário de Estado das Cidades e Desenvolvimento Urbano do Maranhão (Secid). Em sua cerimônia de posse nesta segunda-feira (11), o deputado federal eleito pelo PCdoB em 2018, agora licenciado, agradeceu o convite do governador Flávio Dino (PCdoB) e prometeu estar próximo dos municípios no desenvolvimento de parcerias.

 

“A Secid tem um papel importante na articulação dos municípios e nós faremos isso dentro dessa diretriz municipalista do governador Flávio Dino, de procurar todos os prefeitos e celebrar parcerias de resultados”, disse.

 

Jerry recordou também o início da gestão de Flávio Dino, lamentou os problemas que o Brasil vem enfrentando nesse período, como a crise econômica, a política, que balançou o país nos últimos anos, e a sanitária causada pelo novo coronavírus, mas que os desafios continuarão a ser superados.

 

“Com o mesmo entusiasmo, dedicação e entrega que eu tinha em janeiro de 2015, quando começamos essa jornada exitosa sob o comando do governador Flávio Dino, é o que eu tenho agora. Ultrapassamos problemas, superamos dificuldades. É com essa motivação e inspiração que aceitei o convite para ser secretário, com o desejo de ajudar o governo, por que eu sei que essa é a maneira de ajudar nosso povo”, completou.

 

Além de Jerry na Secid, tomaram posse o deputado federal Rubens Pereira Jr (PCdoB), como novo secretário de Articulação das Políticas Públicas (Searp), Rodrigo Lago como secretário de Agricultura Familiar (Saf), e Júlio César Mendonça como presidente da Agência Estadual de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural (Agerp).

SJR: Secretário de Saúde e Vereadores vistoriam Hospital e constatam descaso e abandono deixado pelo ex-prefeito

– Comitiva constatou completo descaso com a Saúde de Ribamar, deixada pelo ex-gestor.

Em visita de vistoria realizada coletivamente pelo Secretário de Saúde do Município, Eduardo Buna e os vereadores de São José de Ribamar, na manhã desta segunda-feira (11), ao Hospital e a Maternidade Municipal, o que se viu, foi o completo abandono e sucateamento do principal equipamento de Saúde Ribamarense.

 

A vistoria inloco, se deu logo após reunião do titular da pasta com os parlamentares, onde foi apresentado relatório completo sobre a real situação da Rede Municipal de Sáude.

 

No Hospital, foi constatado as condições precárias da unidade, que sofre até com falta de colchões nas camas, ausência da rede de oxigênio, muito improviso e sucateamento.

– Camas sem colchão, parte elétrica com risco de curto circuito, alagamento, infiltração, fazem parte da realidade deixada pelo ex-prefeito

“Um completo descaso da gestão antiga, por isso fizemos questão de fazer todo um levantamento, chamarmos todos os vereadores para que viessem, determinação do prefeito, e a partir daí, a verificação que a gente teve aqui, é que temos problemas estruturais, como alagamento de alas, infiltrações, parte elétrica deficiente, improviso com balas de oxigênio.” Relatou o Secretário de Saúde, Eduardo Buna.

 

A presidente da Câmara, vereadora Francimar (PL), que também acompanhou a vistoria, também relatou o descaso no local.

 

“A gente já esperava encontrar essa situação, pois somos usuários do Hospital, a gente já vem fazendo algumas visitas. Muito descaso, coisas quebradas, material que não existe, farmácia sem remédio.” Disse a presidente Francimar.

– Usuária do sistema de Saúde do Município, a presidente da Câmara, vereadora Francimar disse que já esperava a triste realidade deixada pela gestão 

 

Edivaldo Baiano, representante do Conselho Municipal de Saúde também esteve no local e confirmou o completo descaso na gestão do ex-prefeito Eudes Sampaio.

 

“Encontramos muitas deficiências que precisam ser corrigidas.” Resumiu Baiano.

 

Além do descaso estrutural deixado pela gestão passada, há relatos de débito que pode chegar a casa dos R$ 2 milhões de reais, conforme publicamos com exclusividade nos últimos dias da gestão Eudes Sampaio.

 

Após levantamento de todos os problemas, o Secretário Eduardo Buna garante que a determinação do prefeito Dr. Julinho (PL) é priorizar e humanizar o atendimento, tornando o município referência na grande Ilha.