Thales Castro | Página 36
Blog do Thales Castro - Thales Castro

Eudes Sampaio caminha para sofrer derrota histórica em Ribamar

Com reprovação de sua gestão por 68,2% dos ribamarenses, de acordo com pesquisa realizada pelo Instituto DataIlha (veja os dados completos aqui), o atual prefeito de São José de Ribamar, Eudes Sampaio (PTB), caminha para derrota histórica no município.

Caso os números das pesquisas registradas e divulgadas até o momento se confirmem, Eudes sairá derrotado e será o primeiro prefeito desde 1997, quando passou a valer a reeleição no Brasil, que não conseguirá ser reeleito para o cargo.

Na história recente da política ribamarense, apenas três prefeitos conseguiram este feito.

Jota Câmara, eleito em 1996, foi reeleito para o cargo em 2000. Em 2004, Luís Fernando foi eleito prefeito e reeleito para o cargo em 2008.

Ao renunciar ao cargo para ser secretário do Governo Roseana Sarney, Luís Fernando deixou Gil Cutrim no comando do município.

Assim como Eudes, Gil Cutrim que havia sido eleito vice-prefeito e assumiu com a saída de Luís Fernando, foi reeleito prefeito em 2012, tendo como vice-prefeito Eudes Sampaio.

Agora, Eudes Sampaio tenta a reeleição, e de acordo com os números de todas as  pesquisas divulgadas esse ano, saíra derrotado, entrando para a história como primeiro prefeito a não ser reeleito em Ribamar.

Vargem Grande: Carlinhos Barros ou um Deus chamado dinheiro

Dr. Castro Junior recebendo o Prêmio Nobre

Por Castro Júnior*

Já é de comum conhecimento de todos vargengrandenses, inclusive os menos instruídos, que o atual prefeito é um homem bastante afortunado, e que essa riqueza o faz uma figura muito vaidosa, capaz de acreditar que tal condição econômica o elevaria a um status sobrenatural, diferindo-o dos demais homens comuns que aqui habitam.

Por meio de uma campanha milionária em 2016, o gestor chegou a prefeitura pregando inovação, mudança, melhorias e respeito. Dizia que sua candidatura não era pôr dinheiro, pois isso ele já o tinha, que não empregaria parentes porque não havia necessidade a luz da condição financeira de sua família, algo que ressoou como uma boa música agradável aos ouvidos de um povo sofrido e tão machucado pelas mazelas inerentes a condição econômica de nossa humilde cidade.

Acontece, que após eleito, o homem do chapeuzinho resolveu brincar de DEUS, audacioso seu governo é maculado por fortes indícios de corrupção e descasos que envolvem o dinheiro público, é o caso do COVID-19 onde o recurso que beira os R$ 9.930.732,39 ainda não foi explicado exatamente onde realmente fora aplicado, também é o caso que envolve a fraude milionária do recurso do FUNDEB, a cartelização das licitações, funcionários fantasmas combinada com as famosas rachadinhas praticada nos mais vareáveis setores do governo, e por fim, não podemos esquecer do nepotismo descarado que é a marca registrada desse governo que tanto centraliza poder e riqueza.

Autoritário, o prefeito ignorante e analfabeto funcional não hesitou em intervir de forma criminosa no livre funcionamento da câmara municipal de vereadores, debocha da atuação do Ministério Público como fiscal da lei, desacredita da justiça, e samba na cara da população devido falta de prestação de contas e transparências nas ações de governo, sem falar na ausência das saudosas audiências públicas.

Já na sua reeleição, a coisa mais ouvida de seus vassalos, é que não há possibilidade alguma de CB perder a eleição, devido este ter muito dinheiro, algo extremamente repudiável e asqueroso que vai na contramão do conceito de uma democracia moderna e cada mais sólida, sem se falar que essa concepção bate de cara no muro da rejeição do candidato.

Mentiroso, egocêntrico, falso, perseguidor, inconfiável e rejeitado, a raposa promete mas não cumpre, e depois do massacre institucional promovida em seus 4 anos de governo, acredita que vai dobrar e colocar a democracia no bolso, fazendo do eleitor uma mera mercadoria. Tudo isso à custa de asfalto, poeira, foguete, gasolina, vodka e em promessas inspiradas nas mais vareáveis fraquezas da população, como o caso da água, isso diga-se de passagem.

Sedento por poder e riqueza, Carlinhos Barros não tem limites e aposta tudo no seu dinheiro, inclusive seu projeto audacioso de poder. Entretanto o bom livro da vida chamado bíblia nos ensina que; “O homem planeja e DEUS ri”.

*ADVOGADO – OAB/MA 21.814

Onda 65 alcança mais de 10 bairros de São Luís no fim de semana

A cada dia a onda 65 do candidato a prefeito de São Luís pelo PCdoB, Rubens Jr, vai tomando as ruas da cidade, levando propostas, ideias e ouvindo a população, visando uma gestão democrática e popular.

Afastado das ruas devido ao coronavírus, Rubens Jr tem sido substituído na liderança dos atos pelo candidato a vice-prefeito Honorato Fernandes (PT) e pelo coordenador geral da campanha, o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB).

Na última semana, mais de 10 bairros foram visitados pelo Onda 65 e a resposta popular foi empolgante. A Vila Nova República- na Zona Rural, Divinéia, Vila Luizão, Vila Mauro Fecury I e II, Vila Palmeira, Cohab, Forquilha, entre outros receberam caminhadas que arrastaram multidões. Outros como a Vila Embratel, Cidade Operária e Jd. São Raimundo receberam reuniões com líderes comunitários e candidatos a vereador da coligação.

Rubens Jr tem o apoio de sete partidos no pleito: PCdoB, PT, PP, Cidadania, PMB, DC e Solidariedade. Mais de 200 candidatos a vereador apoiam o projeto político de Rubens Jr, que pretende implantar uma gestão mais humana, popular e democrática, focada no desenvolvimento social de São Luís.

Ministério Público Eleitoral emite parecer favorável e pede deferimento da candidatura de Dr. Julinho

A Promotora de Justiça Bianka Sekeff Rocha, da 47ª zona eleitoral, emitiu nesta segunda-feira (19), parecer  favorável, pedindo o deferimento do registro de candidatura do médico Dr. Julinho (PL), candidato a prefeito de São José de Ribamar.

No parecer, a Promotora explicou que conforme Relatório do Cartório Eleitoral, Julinho satisfaz todas as condições de elegibilidade e contra ele não se verificou nenhuma causa de inelegibilidade.

Com o parecer, agora a Juíza Teresa Cristina deve acompanhar o entendimento da Promotora e confirmar o deferimento do registro da Candidatura.

Parecer acaba com fakenews de aliados do prefeito Eudes Sampaio

O documento do Ministério Público Eleitoral foi um verdadeiro balde de gelo no QG criado para espalhar fakenews contra o candidato Julinho e pegou Luís Fernando, que defendeu a perseguição a Julinho, de surpresa.

Líder em todas as pesquisas

Julinho lidera a corrida eleitoral em todas as pesquisas de intenção de votos registradas até o momento em São José de Ribamar. Na última, realizada pela Escutec, o médico tem 48% das intenções de votos válidos; Beto das Vilas e Eudes Sampaio aparecem com 18%. (Veja os números completos aqui)

Confira o parecer completo aqui.

Vargem Grande: Baltazar e Raimundinha do Skina Bar declaram apoio ao vereador Braga

O presidente da câmara, vereador Braga (PL) conseguiu o importante apoio do casal Baltazar e Raimundinha do Skina Bar, que residem e desenvolvem suas atividades comerciais no bairro São Miguel.

O candidato a prefeito de Vargem Grande, Dr. Miguel, que de igual modo foi contemplado com a adesão do casal, acompanhado da sua esposa Irandir Fernandes, também participou do ato.

Braga que segue capitaneando importantes apoios, intensificou sua agenda de campanha no último final de semana, realizando visitas e participando de diversas reuniões na zona urbana e rural.

Vargem Grande: Carlinhos Barros e sobrinho da primeira-dama são representados por propaganda irregular

A coligação a força do povo, composta pelo MDB, PL e PV, por meio dos advogados Junior Castro e Fernando Oliveira representaram eleitoralmente, o prefeito Carlinhos Barros (PCdoB) e Thierry Cardoso Oliveira por propaganda irregular de campanha através de som automotivo.

Thierry Oliveira foi flagrado várias vezes veiculando de forma irregular o material de campanha de Carlinhos Barros, contrariando a artigo 15, parágrafo 3° da resolução 23.610.

O dispositivo da resolução diz que a veiculação de som é permitida somente em caminhada, passeata, carreata ou durante reuniões e comícios, o que não sendo cumprido pelos representados.

Pesquisa mostra aumento da confiança de professores para ensino online

Pesquisa com professores que lecionam em 26 estados e no Distrito Federal, em 118 cidades brasileiras, mostra que 82,4% deles se sentem extremamente ou muito confiantes com relação ao seu preparo técnico para o ensino online, enquanto, no início da pandemia do novo coronavírus, 52,9% se sentiam totalmente despreparados, ou muito pouco preparados tecnicamente, quando as aulas virtuais se iniciaram em março, como forma de evitar a disseminação do vírus.

Com relação ao tempo de preparo das aulas, 96,6% dos professores relataram impacto, o que certamente contribuiu para o desgaste físico e emocional, enquanto 3,4% disseram que não tiveram prejuízos. Já com relação à duração de tempo de aula, 76.6% afirmaram que o tempo de preparação sofreu impacto e 23,1% responderam não ter tido influência na duração de tempo de aula.

A pesquisa foi realizada pela International School e contou com o apoio do edc Collab – Educational Development Centre, plataforma colaborativa co-criada em 2019 por professores de todo o país.

Aos mais de 300 professores indagados na pesquisa, 49,5% têm atuação direta na educação infantil, 63,40% no fundamental e 11,70% no ensino médio. Dados colhidos na pesquisa mostraram o tipo de dispositivos utilizados pelo professor nas aulas online, sendo 19,7% desktop com internet, 83,7% laptop com internet, 45,5% celular com internet e 7% tablet com internet. Cerca de 66.8% disseram não compartilhar esses mesmos dispositivos com algum membro da família e 33.2% afirmaram o contrário. A pesquisa foi realizada em agosto deste ano, e contou com 325 participantes.

Saúde mental dos professores

De acordo com a pesquisa, 91,7% confessaram ter procurado ajuda psicológica durante esse período e 8,3% não buscaram plataformas de aconselhamento de saúde mental. Quando perguntados o quão se sentem preparados emocionalmente desde o início da pandemia até os dias atuais, o cenário é positivo. Entre  os entrevistados, 64,6% relataram que no início das aulas remotas se sentiam totalmente ou muito inseguros emocionalmente, ao passo que, hoje, a percepção é outra: 58,5% se sentem muito ou totalmente confiantes, um dado que surpreendeu positivamente.

“A área da educação foi uma das mais afetadas nesse contexto, e para os professores, o peso é ainda maior: as expectativas depositadas foram enormes, pois esperava-se que eles resolvessem todas as questões educacionais, ajudando alunos a continuar aprendendo como antes – em um contexto totalmente diferente – e sem terem tido, na maioria dos casos, a oportunidade de receber formação adequada prévia para iniciar as aulas remotamente”, comentou a gerente do Educational Development Centre da International School, Catarina Pontes.

Diante dos obstáculos da profissão, esse sentimento tem mudado e sido positivo, opina Catarina. “Esses números nos mostram que, apesar de a situação estar longe de ser ideal, nossos camaleões estão superando as dificuldades outra vez e, também, ilustram a importância da formação dos docentes”.

Com relação às escolas oferecerem alguma formação extra neste período, 46.2% dos respondentes disseram que não receberam e 53.8% – confirmaram que foi oferecida. Já com relação a se haviam feito algum outro curso fora do colégio de atuação, 31.1% afirmaram que não buscaram e 68.9% responderam que aderiram a outros estudos de aperfeiçoamento neste período. Já no quesito desenvolvimento profissional 17,2% não se aprimoraram durante esse tempo, enquanto 82.8% sentiram necessidade de recorrer a essas ferramentas.

*Com informações da Agência Brasil